CULTURA

AFRO-BRASILEIRA

Xangô, a Yá e o Terreiro - Negras histórias que se cruzam

Mãe Carmem de Xangô

O documentário, gravado no período da pandemia, retrata a história da Yalorixá Carmem Craveiro e a sua relação com a Roça de Omoloko Xangô Ayrá Leleci, que foi fundado em 1992 e que leva o nome de seu orixá de cabeça.


O material apresenta, ainda, múltiplas faces de um terreiro, numa perspectiva plenamente positiva, cuja finalidade reside na tentativa de desmitificação (negativa) das casas de candomblé, sobretudo, a de Mãe Carmem – mulher negra. Ademais, é importante frisar que o terreiro ora apresentado é o segundo mais antigo da cidade de Jacarezinho e, por este motivo, deveria ter sua história resguardada.

Documentário financiado pelo Edital Emergencial de Arte, Cultura e Entretenimento da Prefeitura Municipal de Jacarezinho-PR e apresentado na VI Mostra de Arte e Cultura Afro-Brasileira - Poéticas do terreiro e outras estéticas negras, dia 17/11/2020.

Classificação indicativa: LIVRE

Cliquei na imagem abaixo para conferir na íntegra o curta documentário

Xango, A Ya e o Terreiro.png