CULTURA

AFRO-BRASILEIRA

Rezar as ervas e cantar a fé: o sagrado na umbanda

Mãe Rosa / Rosalina Duarte

Cidade de muito axé, Jacarezinho é um território de magia negra, com práticas religiosas de candomblé e umbanda demarcando ruas, encruzilhadas, cachoeiras. O patrimônio natural é parte viva da existência dessas religiões que resistem no interior do Paraná, o patrimônio imaterial de nossa cidade é produzido por elas. Mas o que sabemos sobre isso? O que ouvimos de nossos avós sobre essa fé? Por vezes, acionamos em nossa memória registros negativos e que, quando transpostos para o discurso, reforçamos o racismo religioso, fazendo da cidade um lugar de exclusão, incapaz de acolher a diversidade. 


Mas elas continuam lá, sendo espaço de acolhida. Um banho, um chá, uma reza, um aconselhamento, são práticas rotineiras da cultura do terreiro e que, pelos cochichos nas ruas e janelas, alcançam quase a cidade toda. Mas em silêncio, em tom de reprovação, tudo feito às escondidas. O fato é que todo mundo já tomou um chá para curar alguma dor, já teve fé no poder de uma oração, já passou com certa curiosidade e receio na frente de um terreiro pensando em pedir um banho para abrir os caminhos. 

 

Muitos equívocos permanecem no imaginário social quando falamos sobre as práticas religiosas na umbanda. Nem espiritismo, nem catolicismo, nem religião africana. Suas raízes brasileiras com diferentes influências fazem dela uma religião de todos e para todos, insistindo na reza e no poder das folhas. 

 

Na tentativa de romper o silêncio constrangedor, essa proposta coloca em evidência as relações entre ervas, orixás e cuidado nas práticas rotineiras no Terreiro de Umbanda São Jorge, mantido por Rosalina Duarte, conhecida como Mãe Rosa. Ao partir do que é habitual à população local – uso de ervas para chás – o projeto vai desvelando questões mais sensíveis e caras à nossa compreensão do que pode ser entendido como cultura jacarezinhense.

Documentário financiado pelo Edital Emergencial de Arte, Cultura e Entretenimento da Prefeitura Municipal de Jacarezinho-PR e apresentado na VI Mostra de Arte e Cultura Afro-Brasileira - Poéticas do terreiro e outras estéticas negras, dia 17/11/2020.

Classificação indicativa: LIVRE

Cliquei na imagem abaixo para conferir na íntegra o curta documentário

Rezar as ervas cantar a fé.png

realização

apoio

produção

Festival Online da Cultura Jacarezinhense © 2020

Logo-04.png